Ciências e Química

Jogos em Sala de Aula

14/05/2005 14:39
Jogos em sala de aula

É possível aprender brincando? Quais as possibilidades de jogos convencionais adaptados às circunstâncias das salas de aula?
Essas são algumas das questões que me intrigaram (e intrigam) desde os tempos da licenciatura em Química. Coincidência ou não, quando era bolsista da Área de Educação Química (IQ, UFRGS), uma professora em seu curso lato sensu desenvolvia sua monografia justamente sobre o tema dos jogos (em Química, mais especificamente). O trabalho estava muito difícil, ela estava tendo dificuldades para encontrar situações concretas de uso.
Os tempos são outros, parecem mais fáceis ou mais abundantes as opções. Tenho explorado algumas possibilidades, especialmente como o auxílio de programas ("softwares").
Uma de minhas primeiras tentativas foi a de fazer uma espécie de amigo secreto de fórmulas químicas. Preparo diversos pedaços de papel, uns contendo nome de substância, outras com fórmulas. Distribuo esses papéis entre os alunos e eles devem circular pela sala em busca da metade que completa o par.
Ainda por essa época, preparei cartões contendo fórmulas de íons mais comuns. Com eles, alunos podem entender melhor o princípio das fórmulas das substâncias (porque o cloreto de cálcio tem fórmula CaCl2 e não CaCl, por exemplo).
O mesmo modelo serve para simular equações de reações (especialmente as de simples troca e dupla troca). Os cartões têm ajudado os estudantes do ensino médio a comprenderem os conceitos envolvidos partindo, digamos, de forma mais concreta. Geralmente, professores adotam uma abordagem matemática (e um tanto mais abstrata) como solução para o problema.
Uma terceira possibilidade que tenho explorado é uso de palavras cruzadas. Nos primeiros anos lecionando criei duas palavras cruzadas. O método era completamente artesanal: Criava uma lista de palavras candidatas ao jogo de acordo com os conteúdos envolvidos (mais outras de outras áreas) e sentava em frente a um tabuleiro de Palavras Cruzadas, produzido no Brasil por uma empresa de brinquedos bastante conhecida. Trabalho de semanas... Mas até que era divertido.

Mais recentemente, encontrei vários programas na web que permitem criar palavras cruzadas com auxílio do computador. Alguns permitem inclusive que sejam publicados na internet em formatos interativos. O usuário pode responder on line e ainda verificar a solução.Tudo que tenho que fazer é criar um banco de palavras e jogar para o programa a tarefa de cruzá-las.
Algo que me fascina nesse recurso é a possibilidade de criar várias palavras cruzadas diferentes sobre um mesmo tema, imprimir e distribuir para os alunos. Eles podem fazer em casa sem correr o risco de colarem de outro colega, pois cada um recebe uma palavra cruzada exclusiva. Algo a se pensar é a dar a oportunidade de eles mesmos criarem as palavras cruzadas (que palavras escolheriam? trabalho em grupo seria melhor?..).
Tenho usado com certa frequência as "palavras cruzadas químicas", duas ou três vezes por ano (penso que mais do que isso seria exagero). Ainda não sei se há alguma vantagem em seu uso com fins pedagógicos. Talvez a única coisa que esteja conseguindo é fazer com que meus alunos fiquem craques em palavras cruzadas. Pode ser também que alguns deles, pelo menos, estejam sendo conquistados, encarando a Química de um modo um pouco menos formal.
[clique na figura abaixo para acessar página com palavras cruzadas de química orgânica].

Em 2006, comecei a explorar os criptogramas (quem não conhece?). Tem sido mais fácil elaborá-los e os estudantes têm gostado. Estou pegando o jeito, procurando colocar questões que abordem aspectos dos conteúdos que eles estão com dificuldades ou que preciso abordar com mais insistência.

É fácil fazer. Veja o que é preciso:
1) Pode-se aproveitar o mesmo banco de palavras usadas para criar palavras cruzadas;
2) Precisa de um editor de planilha (sempre presente em suítes como OpenOffice, BROffice, Lotus, Microsoft, ...);
3) Usar fontes do tipo "dingbats", "symbols" entre outras (exemplos: Webdings, Milestones, Zapf Dingbats, Wingdings, etc).

Como faço:
Na planilha, na primeira coluna escrevo as definições e nas colunas seguintes as respostas (uma letra para cada célula, no caso das respostas). Quando acho que o nível de dificuldade e o conteúdo está adequado, seleciono as céĺulas de respostas e troco para uma das fontes acima. Está feito. É só imprimir e distribuir.

Exemplo de jogo do tipo criptograma
clique na figura acima para copiar os dois exemplos dessa atividade que são exibidos abaixo (arquivo pdf "zipado").

kripto

Dicas:
O alinhamento de texto nas células deve ser "esquerda" e "superior" para dar espaço para responderem na célula.
Costumo usar mais de um tipo de fonte no jogo. Se escolhi Wingdings como fonte, muda algumas das letras para outra fonte. Isso dificultará que algum espertinho use um editor de textos para descobrir a chave símbolo-letra e também para usar símbolos que ache mais adequados ou estéticos.
Outra alternativa que por incrível que pareça ainda não explorei é o jClic. Com ele podemos criar diversas atividades (quebra-cabeças, cata-palavras, palavras cruzadas, jogo da memória, etc.). Seria interessante que os alunos desenvolvessem seus próprios desafios e propusessem que os colegas os resolvessem. Não usei o jClic em minhas aulas, até o momento fiquei mais ocupado em traduzi-lo, produzir material para professores e dar oficinas desse programa para várias redes de ensino. Muitas escolas brasileiras estão a usá-lo¹.


Endereços relacionados:
* Jogos em sala de aula 2: (Novas considerações)
* TooHot (http://www.tea.ch)
* EclipseCrossword (http://www.greeneclipsesoftware.com/eclipsecrossword/)
* Clic (http://clic.xtec.net/)
* Asymptopia: Opção on-line para criar palavras cruzadas e outros jogos.
* Confira exemplos interativos que criei com o EclipseCrossword: segundo e primeiro (esses links estão temporariamente indisponíveis).
* Também criei um conjunto de exercícios no jClic: atividades no jClic.
* Endereços onde conseguir fontes: http://www.1001fonts.com/ e http://www.superdownloads.com.br/fontes/


Jogos On-Line:
Jogo das Coisas: http://www.jogodascoisas.net
Química Ambiental: http://www.usp.br/qambiental
Quizzes: http://br.syvum.com/materia/quimica/

publicado originalmente em http://khemis.vilabol.uol.com.br/jogusQ.html em 14/mai/2005 (atualizado em 28/jan/2010)
¹: Hoje uso jClic em sala de aula e também publico atividades em sítios que mantenho. Vários alunos declararam ter ajudado bastante nos seus estudos.

Pesquisar no site

visitas desde 6.set.2012